Wheatpaste

Wheatpaste interact
Wheatpaste interact

Pasta de Trigo, Wheatpaste – de todos os tipos de Street Art, talvez seja o menos duradouro, como é em papel não suporta os elementos climatéricos tão facilmente como, por exemplo, a tinta. Mas mesmo assim é um meio fantástico de expressão e que permite ao artista melhorar (na segurança do seu “laboratório”) o seu trabalho para depois o colar na rua, ou mesmo em casa!

Afinal o que é wheatpaste? Wheatpaste é só o nome de um dos meios, a cola (tipo cola de cartaz), mas pode ir um pouco mais além disso. Simplificando imaginem-se com 9 anos, a Rua é o vosso Quarto e os autocolantes são os desenhos mais ou menos coloridos, recortados ou feitos de outra qualquer forma que a vossa imaginação permita. Ir para a rua e colá-los é a outra metade do ato recreativo…

Os objectivos podem ser muitos ou nenhuns, pessoalmente torna-se gratificante ver quando um trabalho não deixa de se notar e ver que o comportamento de uma forma de expressão artística de um indivíduo tornou-se num estímulo para outro ou mais indivíduos. Como por exemplo se pode ver na foto acima. O pormenor da legenda “Portuguesa” feita a corretor e os dois traços rosa feitos ou não pela mesma pessoa pode ter várias interpretações aleatórias, uma delas diz-me que afinal as ruas não servem apenas para passar…

Em baixo pode-se ver o trabalho ainda sem qualquer interação.

Happy surprise on the street
Wheatpaste by frysus, Happy surprise series.

O mundo revisto das princesas (NSFW)

Branca de Neve por Dillon Boy

O trabalho de Dillon Boy, veio do street art, combinando a cultura pop e a publicidade, tornando assim essas fontes mais poderosas do que elas já são.

Em DIRTYLAND, o artista usa todas as princesas famosas dos tempos Disney, e remove o seu contexto… e roupas.

“Bem, uma coisa é certa, nós vivemos numa cultura carregada de sexualismo. Ao andar pela rua encontramos facilmente um outdoor ou um anúncio numa publicação que apresenta uma mulher como um objeto sexual. O sexo vende, lembre-se disso. Eu simplesmente usei os personagens puros, imaculados da Walt Disney para transmitir essa mensagem. Mas isso é óbvio, eu não estou fazendo nada que ainda não tenha sido feito antes … mas eu estou pronto para fazer isso de novo! “

Sites que inspiram!

happy surpriseMuitas vezes estamos de tal forma criativos que as ideias florescem e desabrocham como que por magia. Mas existem dias em que olhamos para a nossa “tela” vazia e não fazemos ideia do que fazer com ela… Nestas alturas os sites com conteúdo fresco e inspirador podem fazer toda a diferença e dar uma grande ajuda.

Deixo aqui algumas dessas fontes de inspiração:

http://abduzeedo.com.br/

http://www.hardformat.org/

http://lookslikegooddesign.com/

http://www.designatento.com/

http://designtaxi.com/

http://www.fromupnorth.com/

http://www.mr-cup.com/blog.html

http://eatsleepdraw.com/

http://bookcoverarchive.com/

O Designer Gráfico enquanto artista.

Este é o resumo do post.

O Design gráfico é um processo visual que utiliza de forma criativa imagens e textos para transmitir ideias e conceitos.
O design gráfico está presente no nosso quotidiano e, mesmo sem nos apercebermos, somos “bombardeados” por esta forma de comunicação em todo lado. Revistas, jornais, posters, livros, catálogos, etc., são as telas do designer gráfico e são utilizadas para nos colorir os dias e transmitir-nos ideias de uma forma mais ou menos subtil.
Muitas vezes não percebemos o trabalho por detrás de uma simples capa de um livro, estamos envolvidos na leitura e não vimos que até a paginação e pequenos pormenores no livro podem ser criados por um profissional que não é o autor da historia que nos absorve.
Quando corremos para apanhar o autocarro e vemos a publicidade na paragem, ao folhear uma revista enquanto esperamos pela nossa vez no dentista, ao pegarmos no folheto das tintas no cabeleireiro, ao espreitarmos as promoções do hipermercado… estamos a olhar para o trabalho de um designer gráfico. Alguém que pode não ter nada a ver com a marca que publicita mas que compôs aquela tela, juntou as imagens aos textos, optou por uma determinada palete de cores e gastou o seu tempo, de uma forma criativa e fantástica, para nos transmitir sensações.
Um designer gráfico é um artista.